O Neuro O quê?

Restaurante - O Neuro O quê?

Joaquín finalmente abriu o restaurante com que havia sonhado tantos anos. Desde criança aprendeu com amor e devoção todas as receitas de sua avó Charo. O cardápio continha aquelas receitas secretas deliciosas que todos gostaram com o sabor inconfundível da comida caseira.

Mas um restaurante não se trata apenas de comida. É a localização, a decoração, a formação e a consequente atenção dos empregados de mesa, a música ambiente, a qualidade da adega, a apresentação da ementa, os preços, o conforto das cadeiras, a higiene das casas de banho. e outros detalhes infinitos. Em outras palavras, toda a experiência. A proposição de valor!

Portanto, para que o restaurante fosse um sucesso e perdurasse no tempo, era necessário vender o máximo possível de pratos para cada cliente. Mas como conseguir isso se Joaquín investiu todo o seu dinheiro na instalação do restaurante e em alguns comunicados à imprensa? Será que as vendas máximas possíveis viriam por si mesmas por mágica?

A resposta está em uma palavra que está na moda hoje. O neuromarketing! Aqui estão alguns exemplos que podem ser aplicados ao cardápio, já que os restaurantes modernos brincam com alguns elementos para gerar uma percepção positiva do que os clientes têm à sua frente:

  1. Os restaurantes sabem que precisam dar a impressão de que sua alimentação é mais saudável, pois é isso que marca a tendência mundial atual. Mas como fazer isso com um bolo de chocolate que a maioria das pessoas quer comer? A solução foi encontrada por um estudo que descobriu que se uma foto daquele bolo com um morango por cima fosse colocada no menu, a percepção do número de calorias cairia para 16%.
  2. Um bolo de cenoura ainda é um bolo cheio de calorias, mas o facto de ser cenoura faz pensar que é muito mais saudável que os restantes bolos e por isso é uma sobremesa que está sempre em alta demanda.
  3. Em restaurantes fast-food, adicionar saladas ao cardápio triplicou a venda de batatas fritas! Isso porque os clientes passam a acreditar que todo o cardápio é mais saudável, eles se deixam levar e acabam pedindo batatas fritas!
  4. E a forma de apresentar os preços também tem efeito. Eliminar decimais faz as pessoas pedirem mais.
  5. Remover o símbolo $ faz as pessoas pedirem mais também. Quando é o símbolo de $ na frente dos preços, as pessoas tendem a ser mais cautelosas e pedir menos coisas - também não é uma boa ideia alinhar os preços em uma coluna. Sendo apresentados dessa forma, os clientes tendem a escanear os preços e prestar menos atenção às descrições dos produtos. As pessoas tendem a pedir mais pelo preço do que pelo gosto.
  6. As “especialidades” tendem a vender mais que o resto dos produtos. Por isso, os restaurantes procuram colocar os pratos com maior margem de lucro nessa categoria. 
  • A descrição de cada prato também tem um efeito importante. Que o bacon seja crocante não é apenas informação, mas um convite para pedir aquele prato que o contém. “Gourmet” ou “orgânico” pode fazer as vendas crescerem até 27%.

Portanto, da próxima vez que você for a um restaurante, certamente será capaz de determinar se ele tem ou não espaço para aumentar suas vendas.

Mas todos esses exemplos de uma área conhecida por todos fazem parte de uma ferramenta que muitas estratégias utilizam para se posicionar melhor diante de potenciais clientes. Entender bem como nosso cérebro funciona, por meio do neuromarketing, ajuda a desenvolver mensagens muito mais influentes. Isso é conseguido procurando uma conexão emocional e invisível entre os clientes em potencial e o produto que você está tentando vender.

O Neuromarketing pode ser utilizado em qualquer empresa, em qualquer área e em qualquer mercado. Não importa o que façamos, em última análise, estamos sempre tentando vender algo, seja um bem ou um serviço. Portanto, sempre haverá espaço para influenciar subliminarmente nossos clientes e levá-los a comprar mais.

Você tem coragem de começar a aplicar essas técnicas na sua empresa? Você tem coragem de otimizar suas vendas em seu nível mais alto? Ou você espera que sua concorrência faça isso antes de você e comece a obter uma vantagem que mais tarde será muito difícil de descontar?

Joaquín se saiu muito bem! Ele já abriu seu terceiro restaurante e o sonho de ter uma rede em todo o país está cada vez mais perto.

Los mediocres dan excusas, mientras que los lideres entregan resultados!

[email protected]